English Español中文 Deutsch Français Italiano日本語 한국어 русский Português Nederlands

Aprendemos que muitos anfitriões de experiências conseguiram expandir seus negócios com a ajuda de coanfitriões. A decisão de fazer parceria com um coanfitrião depende de você; neste artigo, compartilharemos algumas histórias úteis de outros anfitriões que fizeram isso.

Formatos de co-hospedagem

Anfitriões de experiências aproveitam a ajuda dos coanfitriões de diferentes maneiras. Aqui estão alguns dos métodos que observamos.  

Como ajudantes: em alguns casos, os anfitriões encontram pessoas para ajudar com tarefas de ajuda online ou offline, como lidar com mensagens dos hóspedes, cuidar da organização e da limpeza ou comprar materiais. Os anfitriões relataram que ter alguém para fazer essas tarefas possibilitou que eles se concentrassem mais na qualidade de suas experiências.

Como substitutos: outros anfitriões usaram a ajuda de coanfitriões para oferecer a experiência completa quando estivessem ausentes. Isso pode ser permanente, durante um pico da estação ou uma maneira de expandir para outras áreas. Alguns anfitriões fizeram isso para adicionar disponibilidade durante os horários de alta procura do dia.

Como especialistas em idiomas: os anfitriões também usaram coanfitriões para oferecer sua experiência em um idioma diferente.  

Como encontrar um coanfitrião

Os anfitriões encontraram pessoas para ajudá-los de muitas maneiras diferentes, como:

  • Entre seus próprios contatos. 
  • Entre amigos ou familiares. 
  • Com posts no LinkedIn, no Facebook ou em outro quadro de empregos. 
  • Em Cúpulas do Airbnb, encontros com anfitriões e grupos do Facebook da comunidade de anfitriões de experiências. 

Lembre-se de que você, como anfitrião principal, ainda será responsável pela qualidade da experiência e que os comentários negativos do coanfitrião ficarão visíveis na página da sua experiência. Da mesma forma, qualquer comportamento do coanfitrião que viole nossos Termos de Serviço ou os Termos do Anfitrião de Experiências pode levar à remoção da sua experiência e até mesmo da sua conta do Airbnb. 

Como apresentar os coanfitriões à experiência 

Muitos anfitriões compartilharam formas de instruir os coanfitriões sobre a experiência. Reunimos o feedback deles e observamos que, em muitos casos, a instrução segue uma estrutura livre: 

Apresentação do material: os anfitriões dedicam algum tempo para explicar sua experiência em detalhes e esclarecer os padrões aos quais eles aderem. Eles providenciam um roteiro das informações que o coanfitrião precisará fornecer e oferecem conselhos sobre como administrar o grupo.

Acompanhar o anfitrião: o novo coanfitrião acompanha o anfitrião e o observa conduzindo a experiência, e o anfitrião recomenda que ele preste muita atenção à logística, à administração do grupo e como lidar com hóspedes difíceis. 

Acompanhar o coanfitrião: assim que o coanfitrião começar a hospedar, o anfitrião vai observá-lo liderando a experiência várias vezes. Depois disso, ele fornecerá um feedback abrangente ao coanfitrião.  

O consenso geral dos anfitriões é garantir que o coanfitrião esteja completamente preparado antes de permitir que ele lidere uma experiência por conta própria. É claro que estas não são as únicas maneiras de instruir coanfitriões, por isso, pense no que seria melhor para você.

Remuneração

Há muitas maneiras de os anfitriões remunerarem as pessoas que os ajudam a oferecer suas experiências. Sempre que você pensar em pagar alguém para realizar serviços em uma experiência, precisará seguir os regulamentos da sua região. Diferentes países, estados e cidades têm requisitos e regras de licenciamento diferentes. Como anfitrião, é sua responsabilidade garantir que você cumpre as leis e regulamentos locais. 

Alguns anfitriões usam um modelo de divisão de ganhos, ou seja, repassam uma percentagem do valor da reserva aos seus coanfitriões. Outros pagam aos coanfitriões um valor fixo por cada experiência ou usam uma combinação desses dois modelos. 

Pense sobre essas opções e considere todas as obrigações e outros requisitos legais definidos pelo órgão governamental relevante da sua região. Podem estar incluídas contribuições estatutárias, saúde e segurança no local de trabalho e autorizações de trabalho, se seu coanfitrião for estrangeiro. Alguns anfitriões podem precisar obter registros ou licenças. Esse assunto pode ser complicado, por isso, é uma boa ideia entrar em contato com um advogado ou seu representante local para entender as regras que podem se aplicar a você. Você também pode entrar em contato com a câmara do comércio ou a organização de pequenas empresas da região para obter orientação.

Como reconhecer o trabalho dos coanfitriões

Alguns anfitriões pensam em outras maneiras de incentivar e recompensar seus coanfitriões por fazerem um ótimo trabalho. Alguns anfitriões compartilharam conosco que organizam um happy hour ou almoço mensal com seus coanfitriões, ou até mesmo oferecem a eles um bônus por cada avaliação de 5 estrelas que recebem. Isso os incentiva a oferecer experiências de alta qualidade. Os anfitriões também fornecem feedback se seus coanfitriões receberem avaliações negativas. Em alguns casos, os anfitriões pararam de trabalhar com alguém se a pessoa continuou recebendo avaliações negativas.

Entre em contato com os anfitriões da sua comunidade se você quiser saber mais sobre como eles usaram a co-hospedagem em seu negócio. Descubra onde eles encontraram seus coanfitriões e como eles os instruem. Inspire-se e experimente.