中文EnglishDeutschEspañolFrançaisItaliano 日本語한국어ру́сскийNederlands

O gelo e a neve começam a derreter. Botões de flores começam a pipocar nas árvores e arbustos. Flores começam a mostrar sua exuberância. Se você tem alguma inclinação para jardinagem, então já sabe o que tudo isso significa: a primavera está a caminho do hemisfério norte para trazer uma mudança bem-vinda na paisagem.

Como esta estação deliciosa está quase chegando para boa parte do mundo, estamos aqui para honrar todo o amor que chega com a primavera. Ao visitar paisagens únicas de anfitriões do Airbnb em Massachusetts, Brasil, Washington, Austrália, Califórnia e Seul, foi inspirador ver como a jardinagem, além de ser uma bela forma de cuidar de uma propriedade, é uma forma de terapia, ritual e conforto para muitas pessoas.

Sabor caseiro

“Sem o meu jardim, sinto como se minha acomodação do Airbnb estivesse incompleta,” diz Jana, que geralmente recebe hóspedes em sua casa de campo no verão e próximo do Halloween. (Afinal de contas, Salem é famosa pelas bruxas.) “Eu amo passear com meus hóspedes pelo meu quintal e jardim e compartilhar as coisas lindas que eu cultivo e amo. Eu quero que eles sejam recebidos pela beleza do verde e das flores.”

Cottage_231990

No fim de março, seu jardim informal típico de casas de campo é basicamente lama. No entanto, ela começará uma produção de 14 variedades de tomates e 8 tipos de abóboras no porão de sua casa, além das zínias e dálias para seu jardim de flores para corte. É tudo orgânico, vindo de aproximadamente 400 sementes germinadas sob luz artificial. O que motiva tanto a Jana? A satisfação de que ela pode “ajudar a guiar a natureza”, a dor gostosa que vem de cavar buracos e carregar pedras e, claro, “muitos e muitos tomates deliciosos!”

Vida exuberante

O retiro tropical particular de Wernher é tão gostoso que dá para saboreá-lo. “Esta é a estação das mangas, mangabas, pitangas e bananas,” diz o anfitrião brasileiro, que ao longo de 20 anos transformou seu terreno em um calmo refúgio do agito da vida na cidade. Uma varanda suspensa é o espaço perfeito para fazer churrascos à sombra de um imenso telhado de palha e com palmeiras, agaves e outras plantas tipicamente tropicais à sua volta.

Tropical_2273759

Um rio atravessa a propriedade, suas margens repletas de texturas, formas e cores tropicais. Uma passarela de estilo japonês deixa tudo ainda mais charmoso. Plantas nativas predominam. Espécies estrangeiras? Difícil de encontrar, a não ser que estejamos falando dos hóspedes internacionais que se aventuram para cá para fugir de tudo e de todos. “É um jardim de inspiração tropical,” diz Wernher.

O caminho menos trilhado

“A primavera por aqui é um processo mais longo, lentamente se revelando em um ritmo praticamente métrico,” diz Kurt sobre os jardins e as terras que cercam a propriedade de 4 hectares no oeste de Washington que ele e Lisa, ambos biólogos, compartilham com amantes da natureza do mundo todo. Patos migradores retornam. Sapos pequenos enchem o ar de música. Flores de osoberry, groselha, crocus, narciso e lírio-do-bosque começam a aparecer uma atrás da outra; o bordo com suas folhas grandes fazem um espetáculo exótico. Os hóspedes estão “procurando por uma conexão com a natureza ou um pouco de quietude e paz,” diz Kurt. “E nossos jardins e terras particulares alimentam essas necessidades.”

Off_539262

A terra era usada como pasto para cavalos quando o casal a comprou em 1989. Uma sucessão de práticas de gestão de solo de baixo impacto foram cuidadosamente implementadas ao longo dos últimos 25 anos. Hoje, a paisagem bucólica vai desde “uma mata ligeiramente retocada a uma mata carinhosamente negligenciada.”

“Nós mantemos um sistema de caminhos e trilhas que dão acesso a um hábitat de pântanos, prados elevados e bosques”, diz Kurt. “Os jardins de trabalho incluem um pomar com mais de 50 árvores frutíferas e frutos silvestres. Os jardins de vegetais e ervas orgânicas fornecem a nós e aos hóspedes produtos da estação.”

Cores da costa

A primavera chega em setembro na casa à beira-mar da Miranda na Austrália com um “alvoroço de cores”: rosa, amarelo e laranja das gazânias, chorões-da-praia, suculentas, margaridas da praia, margaridas africanas e narcisos. “Um lar sem barreira visual é uma grande vantagem,” diz Miranda, que descreve seu jardim como “uma mescla de organizado com selvagem.” Além da tapeçaria de flores coloridas, há vistas arrebatadoras da costa rochosa, do Monte Wellington e da cidade de Hobart.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

“Todos dizem exatamente a mesma coisa quando chegam: ‘Uau!’ Eu amo ver como tantas pessoas já puderam curtir nossos espaços externos e claramente conseguiram relaxar estando aqui,” diz Miranda.

Êxtase rural

O Bill e a Nancy descrevem sua fazenda com sua casa Vitoriana restaurada de 1896 como um “um oásis na seca Sierra Foothills,” mas também como um “trabalho feito de amor.” A terra serviu para plantio desde a era da Corrida do Ouro, mas durante um período de 30 anos a terra retornou ao seu estado natural de pradaria. “Trabalhamos vários dias sob o sol do verão com enxadas quebrando pedras para que pudéssemos construir nossos jardins,” conta o Bill a respeito da fazenda de “permacultura” do casal. “A maioria das coisas que plantamos tem um propósito em nosso ecossistema. Algumas coisas nós comemos, outras dão condicões ao solo, enquanto outras fornecem sombra ou favorecem insetos benéficos.”

Rural_1499648

Visitantes internacionais atraídos pela proximidade da fazenda ao Parque Nacional Yosemite usufruem de uma fartura de couve, batatas, cenouras e melões cultivados em casa — exceto quando os animais descobrem elas primeiro. No entanto, os dias de salada podem estar contados para esses invasores de jardim irritantes: o Bill construiu um “afastador de gambás e cervos selvagens” a partir de um microprocessador antigo, luz estroboscópica, tweeters hi-fi e detectores infravermelho.

Gangnam no país das maravilhas

A Kelly apelidou o seu jardim de “País das Maravilhas” depois de pintar murais vibrantes inspirados na Alice no País das Maravilha e no Van Gogh com alguns artistas locais para deixar seu espaço externo mais “aconchegante” e atraente. “Fica no meio de Gangnam, que é uma área bem urbana, então é bastante raro ter um espaço para jardim por aqui,” diz ela. “Eu organizo vários churrasco e meus hóspedes são sempre bem-vindos a se juntarem a mim e meus amigos. É uma ótima forma de conhecer moradores da cidade.”

Gangnam_558908

O espaço do jardim não é grande, mas ação é o que não falta ali, no modo Gangnam-style. Um balanço, uma mesa de piquenique, uma mesa de chá e bancos compartilham o espaço com uma videira e uma árvore de gingko, uma castanheira, um caquizeiro e juazeiros — e todos florescem na primavera. “Nós de fato produzimos bastante frutas e as compartilhamos com os vizinhos e hóspedes,” diz Kelly. “Elas são muito saborosas, especialmente os caquis!”

[Foto do topo: Mountain Top Vineyard Getaway, em Vacaville, Califórnia]

 

Leia mais publicações em Português