English Español 中文  Deutsch Français Italiano Português 日本語 한국어 русский Nederlands

 

Culinária nas Experiências do Airbnb são encontros intimistas onde os hóspedes preparam e comem refeições com moradores locais que os tratam como se fossem da família. Os anfitriões compartilham receitas tradicionais e dão um gostinho da sua cultura por meio dos sabores e das histórias por trás de cada prato.

Os anfitriões de experiências culinárias do Airbnb são chefs profissionais, cozinheiros amadores e guardiões de tradições alimentares, que compartilham uma paixão pela culinária. Eles fazem com que pessoas do mundo inteiro se sintam conectadas, dando a elas acesso a lugares exclusivos, tradições gastronômicas, receitas ou segredos culinários. 

Acreditamos que cada prato conta uma história. Sua história pode envolver receitas de família, culinária local ou uma perspectiva exclusiva sobre a comida. Em uma experiência culinária, você convidará as pessoas a se conectarem com você e sua história e cultura por meio do preparo e da degustação.  

Você tem interesse em oferecer sua própria experiência culinária? Aqui estão os principais ingredientes:

  • Cozinhar e comer em comunidade: os hóspedes se conectam ao anfitrião e uns aos outros ao cozinharem juntos e compartilharem tarefas. E depois desfrutam do trabalho duro e degustam juntos o que foi preparado.
  • Anfitriões apaixonados: alguns anfitriões têm treinamento formal, outros experiência e prática na cozinha. Todos são apaixonados por comida, estão interessados em compartilhar suas histórias e buscam promover a conexão interpessoal. 
  • Locais exclusivos: o local e a atmosfera são tão atraentes quanto a própria gastronomia. Você pode hospedar uma experiência em uma cozinha, em um restaurante fora do horário de atendimento, ou ao ar livre, em fazendas, jardins ou ao redor de fogueiras.
  • Ambientação: experiências culinárias bem-sucedidas são divertidas e relaxadas. Grupos pequenos se reúnem em ambientes intimistas. Todo o ambiente contribui para essa sensação. 
  • Segurança : ninguém quer ficar doente nas férias. Cada experiência culinária deve cumprir com os cinco pontos principais de segurança alimentar definidos pela Organização Mundial de Saúde Pan-Americana

Veja aqui os outros ingredientes que compõem uma experiência culinária: 

História cativante

Para começar a criar sua própria experiência culinária, pense na história que você quer contar com o seu prato. Considere como você espera mudar o ponto de vista dos seus hóspedes e quais memórias e sabores você quer que eles experimentem. 

Coloque-se no lugar deles: o que há de especial em você na sua região que um viajante talvez não conheça? Que tipo de acesso exclusivo você pode oferecer? Podem ser ingredientes que os hóspedes não conheçam, sabores especiais que tenham sido passados ​na sua família durante anos, um mercado exclusivo ou até mesmo o quintal no qual você cultiva seus legumes. O verdadeiro atrativo para hóspedes em potencial é o seu conhecimento, a sua história ou a sua comunidade. Algo que não encontram em nenhum outro lugar.

Inspire-se com um anfitrião que leva os hóspedes para a casa da sua família em uma antiga aldeia etrusca na Toscana. Os hóspedes aprendem do zero receitas etruscas antigas e secretas e usam materiais locais para criar um banquete histórico juntos. 

 

Formato colaborativo

Todas as experiências culinárias incluem diferentes níveis de culinária colaborativa seguidos de uma refeição compartilhada, mas talvez algo mais. Você pode incluir um passeio ao mercado ou uma visita à fazenda ou ao jardim para comprar ou escolher os ingredientes. Você poderia até adicionar um componente cultural ou artístico. Pense nas suas paixões e o que tornará sua experiência marcante e única.  

A anfitriã de uma experiência, chef marroquina com 30 anos de experiência, convida seus hóspedes para uma aula de culinária do início ao fim. Ela os leva ao mercado para escolher os ingredientes e ensina sobre as ferramentas de cozinha tradicionais. Em seguida, cozinham e saboreiam juntos uma refeição tradicional. 

Outro anfitrião em Cuba combina o amor pela cozinha com a música. Os hóspedes aprendem a cozinhar ao estilo local e desenvolvem uma compreensão de quando, por quê e como cada prato é preparado. Enquanto comem juntos, eles se divertem com um show de tambores tradicionais e dança. 

 

Momentos mágicos

Qual momento você deseja que os hóspedes se lembrem mais da sua experiência? Qual é a coisa mais importante que você quer que eles levem? Esta lembrança pode ser uma tradição familiar que você vai compartilhar com eles, uma dica de culinária que você quer que eles aprendam ou um prato que você quer que eles tentem preparar em casa. Pense neste momento e planeje seu evento em torno dele. Pode ser algo tão simples quanto colocar a travessa de comida no meio da mesa com um arranjo de flores e os hóspedes exclamarem em uníssono “uau”.

 

Assim que você tiver uma ideia aproximada, faça um esboço simples da sua experiência culinária. Veja por onde começar:

Menu planejado

Escolha a comida que você conhece e pela qual é apaixonado. Seu menu deve refletir sua história, por isso não deixe de pensar nela. Talvez haja receitas especiais que estão em sua família há anos, ou você goste de cozinhar algo que tenha uma ligação com sua cultura. Isso pode significar um prato exclusivo, um menu de 3 pratos ou um banquete de 10 pratos. 

Monitore os custos dos alimentos selecionados, o tempo de preparação, processo e equipamentos necessários para cada prato. 

Uma anfitriã na Tailândia leva os hóspedes ao seu jardim orgânico para aprender sobre a flora e a fauna do clima tropical, como as ervas crescem e como colhê-las. Em seguida, ela dá uma aula de culinária com ingredientes locais. O grupo cria quatro pratos tradicionais e depois se senta para comer junto.  

Pense em como você gostaria que seus hóspedes acompanhassem as receitas com você. Para manter uma atmosfera casual e social, recomendamos que durante a experiência você se concentre na história por trás da receita, dicas e truques, participação prática e demonstração de técnicas significativas. Você pode enviar as receitas detalhadas aos seus hóspedes após o evento (traduzidas e incluindo as medidas exatas) ou distribuí-las logo após a experiência como um brinde.

 

Equipamento completo

Quais equipamentos são necessários para sua experiência culinária? Faça uma lista. Não só para você, mas também para seus hóspedes. Eles vão compartilhar as ferramentas ou haverá configurações individuais para todos? Considere a sensação que seus hóspedes terão se compartilharem ou não.   

 

Local intimista

Encontrar o local certo para oferecer sua experiência culinária é essencial para o sucesso do seu evento. Pense fora da caixa, não precisa ser uma aula de culinária tradicional. Procure um local mais reservado que tenha um significado para você ou para sua comunidade ou um local próximo a marcos locais significativos. Pense no conforto do hóspede e certifique-se de que há espaço suficiente para todos cozinharem juntos. A atmosfera deve ser convidativa e, claro, a limpeza é obrigatória. 

Lembre-se de que os regulamentos locais e os requisitos de segurança podem ser aplicados à sua experiência culinária, portanto esteja familiarizado com eles antes de oferecer uma experiência. Visite o centro de hospedagem com responsabilidade para saber mais sobre os regulamentos que podem ser aplicados à sua experiência, bem como outros detalhes que devem ser levados em consideração.

 

Apoio ao envolvimento do hóspede

Trace um plano do fluxo da sua experiência, desde receber seus hóspedes até o processo de cozinhar. Planeje em detalhes como você dividirá as tarefas e também como você cronometrará para que tudo esteja pronto quando você precisar. Determine o lugar em que a refeição será realizada e como você concluirá a experiência. 

Pense em como envolver seus hóspedes. Lembre-se de que algumas tarefas são mais envolventes do que outras. Assim, você permite que os hóspedes escolham o grau de envolvimento que eles querem ter durante a experiência. Alguns participantes podem ser mais entusiasmados do que outros. Você pode envolver os hóspedes que não estejam tão interessados em cozinhar fazendo-os participar de tarefas como decorar os pratos ou pôr a mesa. Eles podem até preparar seus próprios coquetéis. Planeje com antecedência e tenha uma lista de atividades para “quebrar o gelo” ou dinâmicas de interação preparadas.

Agora que você já conhece os critérios para uma experiência culinária e sabe por onde começar, navegue pelos anúncios atuais de todo o mundo para obter mais inspiração e criar sua experiência. Não vemos a hora de conhecer suas ideias.