English  Español  中文 —  Deutsch  Français  Italiano — 日本語  한국어  русский  Português  Nederlands

Ao criar sua experiência de Impacto Social, considere as ótimas práticas a seguir, comprovadas por experiências de Impacto Social de sucesso no mundo inteiro:

Aposte no visual.

Não se limite à programação normal diária da sua organização sem fins lucrativos. Em vez disso, pergunte a si mesmo como sua experiência pode interessar e engajar viajantes.

Coloque-se no lugar dos seus hóspedes: se você estivesse visitando uma nova cidade e procurando por formas de passar o tempo, que atividades chamariam sua atenção? E quais dessas atividades deixaria você interessado em pagar?

Para permanecer conectado à causa da sua organização, considere novas atividades, que podem ser relevantes para sua missão e, ao mesmo tempo, divertir os participantes. Por exemplo, hóspedes participando da experiência Hike Runyon Canyon with a Rescue Dog (Caminhada pelo cânion Runyon com um cão de resgate, em português), têm a oportunidade de passar um tempo com animais de resgate e ainda aproveitar as vistas magníficas da cidade do alto de uma colina.

Aposte no incônico.

A maioria das pessoas têm uma lista de realizações mental, cheia de coisas que sonham fazer e lembranças locais únicas que gostariam de conquistar durante uma visita a uma determinada cidade. Quanto mais você ajudar esses viajantes a riscarem esses itens da lista de realizações, mais eles se sentirão atraídos com sua oferta.

Há muitas maneiras de inserir lugares, comidas e atividades icônicas em sua experiência. Por exemplo, a experiência Cookies for a Cause (Cookies por uma causa, em português), dá um toque de São Francisco ao preparo de cookies: os participantes decoram as guloseimas com o tema da Ponte Golden Gate.

Esteja disponível.

Se você não anunciar as próximas datas, pode ser que seus hóspedes nunca vejam sua experiência nos resultados de busca. Se a sua experiência é frequente, fica ainda mais difícil atrair a atenção de hóspedes em potencial.

Para ter uma estabilidade na frequência de reservas, considere oferecer sua experiência semanal ou quinzenalmente. Uma forma de tornar isso gerenciável é aproveitar sua comunidade para que várias pessoas possam ajudar você com a liderança da experiência, permitindo que você possa oferecê-las com mais frequência sem sobrecarregar ninguém.

Compartilhe suas paixões.

Não se limite às atividades principais da sua organização. Sua experiência não precisa estar diretamente relacionada ao trabalho da organização — use a criatividade e siga não só as suas paixões, mas as dos membros da sua comunidade! Por exemplo, Brush and Ink (Japanese Calligraphy) (Pincel e Nanquim, Caligrafia Japonesa, em português), em Tóquio, foi organizada em torno da paixão por caligrafia do fundador para beneficiar uma organização que ajuda crianças carentes do Vietnã. As duas coisas não estão diretamente relacionadas, mas tudo bem, funciona!